domingo, 6 de setembro de 2009

Desabafo em jeito de advertência

Vocês sabem que não uso este blog para desabafos ou avisos, mas desta vez teve de ser. Percam uns minutos a ler isto, porque é também do vosso interesse.
Em todas as profissões há pessoas conscientes, sensatas e competentes, e há aquelas que são totalmente o oposto. Gosto de me enquadrar no primeiro grupo, sem qualquer falsa modéstia, e detesto deparar-me com pessoas do segundo grupo.
Acontece que em tantos anos de envios diários, só tive 3 extravios que acabaram por ser desvalorizados e um deles reembolsado no valor... Em apenas duas semanas tive 2 extravios. Depois de muito batalhar nas reclamações juntos dos postos de correio e com os "superiores" de distribuição, a única coisa que consegui foi um: pois, realmente é muito chato... talvez se fosse em correio registado, não tivesse esse problema.

Primeiro. Eu pago para ser servida. E bem servida. Se existem portes diferentes, para alguma coisa os preços são diferentes! Exijo uma boa prestação porque não me estão a fazer favor nenhum.

Segundo. O correio registado não é uma mais valia para quem compra/envia coisas mínimas. Vai pagar tanto de portes como do valor do que vai dentro do envelope. Não faz qualquer sentido. E as pessoas devem adaptar as suas necessidades aos serviços... Vamos agora registar as cartas para as amigas, pagar um balúrdio por carta, só para evitar que um desgraçado fique com elas???

Terceiro. Os serviços devem ser garantidos por gente competente. Se há extravios, só pode haver três responsáveis: o distribuidor da cidade de onde sai, o receptor da estação de destino e o carteiro que entrega as correspondências. Um destes tem de ser responsabilizado. Não me interessa quem, sei que se pago por um serviço, quero-o bem feito. E se não é, que me compensem, porque eu e o destinatário somos os lesados nisto tudo. De certeza que tem de haver controlo das correspondências todas... e se não há, que criem! Não me tapem os olhos com areia, por favor.

Quarto. Sempre disse às clientes que o correio registado evita o extravio (já me pergunto: será?), e que os portes em encomendas abaixo das 10 contas são à escolha da cliente e, portanto, da sua inteira responsabilidade. Em encomendas iguais ou superiores, faço questão de oferecer os portes em correio registado! Todas sabem que esta foi e é a minha política. Além disso, faço os possíveis para minimizar a perda, mas é MUITO chato...

Quinto. Sempre que deixam alguma coisa nos ctt, peçam recibo. Sim, não adianta de muito, mas ajuda a provar que o envio foi feito a determinado dia e hora. E que a partir daí, algum incompetente ficou com o que não lhe pertence. É massacrá-los até mais não!

Se alguma de vocês já passou pela experiência de um extravio, reclamem. Mas reclamem mesmo. As coisas têm de mudar...

5 comentários:

Marisa disse...

Bem dito! Sou da mesma opinião que tu. Por acaso nunca me aconteceu nada do género mas se acontecesse, pensaria certamente como tu.

M. Céu Fernandes disse...

Olá querida.
Já me aconteceu umas duas vezes antes de passar a utilizar o registo. E não adianta reclamar. Reclamar eu reclamei. Por escrito, por telefone...mas não adiantou nada. Escreveram-me uma carta a dizer que como não era registado, não conseguiam descobrir o que foi feito das encomendas. Já cheguei mesmo a ouvir dizer que, por vezes, há pessoas que "desviam" as encomendas para fins "pessoais". Inacreditável! Mas nós é que ficamos prejudicadas! Enfim!
Bjs e boa semana.
M. Céu

Angélika disse...

Já me aconteceu mas era eu que deveria ter recebido a correspondência e nunca a vi, precisamente por n ser enviada em correio registado. Já reclamei por diversas vezes nos CTT pelo estado em que algumas encomendas, e outras correspondências chegam à minha casa. Revistas rasgadas? Sai reclamação por escrito! A empresa que envia por norma já sabe o como funcionam os CTT e envia novamente sem encargos adicionais. Se calhar deviamos reclamar mais com os serviços que nos prestam que julgam que nos prestam como se fosse por favor, mas esquecem que estamos a paga-los.

É lamentavel que estas situações se repitam tantas vezes e que ninguém seja responsabilizado. Estou contigo!

Bjs,
Angélika

pedras brilhantes disse...

Olá!Concordo plenamente contigo! Ainda a semana passada graças às pressas da senhora dos ctt em ir almoçar preencheu mal a morada. Resultado: a mesma cliente recebeu duas encomendas, a sua e a de uma outra! E adiantou reclamar? Claro que a culpa nunca é deles, ainda por cima a senhora tinha ido de férias...
Lá tive de pagar os portes de reenvio :(

xoxo
marta

Lillipops disse...

Os CTT têm uma lata descomunal, uma pessoa paga por um serviço que na prática não sabe se vai ser executado ou não.
É o mesmo que eu ir a um café que tenha pré-pagamento e depois não me servirem o café e dizerem: bebi o café que era para si agora se quiser pague outro.
É uma empresa que deve à seriedade.
Tanto podemos ter a sorte do serviço ser bem feito como não.